J.K Rowling Fala Sobre a Rua dos Alfeneiros no Pottermore



O nome da rua onde os Dursley moram é uma referência àquela planta mais suburbana, a privet bush [em inglês, Rua dos Alfeneiros é Privet Drive], que faz sebes puras ao redor de muitos jardins ingleses. Gostei da associação tanto de subúrbio quanto de fechamento, os Dursley serem tão convencidamente da classe média e tão determinadamente separados do mundo da magia. O nome da área onde vivem é "Little Whinging" que, mais uma vez, soa apropriadamente paroquial e desprezivo ["whinging" é um termo coloquial para "reclamar ou lamentar" no inglês britânico]. 

Mesmo que eu descreva a casa dos Dursley como grande e quadrada, condizendo com o status de Válter de diretor de uma companhia, quando escrevo sobre ela, inconscientemente visualizo a segunda casa em que vivi quando criança, que é, ao contrário, uma casa bem pequena e de três quartos no subúrbio de Wintervourne, perto de Bristol. Fiquei consciente disso na primeira vez em que entrei na Rua dos Alfeneiros, nº 4, que tinha sido construída nos estúdios Leavesden, e me encontrei em uma réplica exata da minha casa antiga, incluindo a posição do armário abaixo das escadas e a localização precisa de cada sala. Como nunca havia descrito minha casa antiga para o designer de set, para o diretor ou para o produtor, esta foi mais uma das experiências inquietantes que filmar os livros de Harry Potter me trouxe. 

Por nenhuma boa razão, nunca fui apaixonada pelo número quatro, que sempre me atingiu como um número difícil e inclemente, e é por isso que coloquei-o na frente da casa dos Dursley. 

J. K. ROWLING

Tradução retirada do site Ordem da Fênix Brasileira


Share this:

Postar um comentário

 
Copyright © Free Time. Designed by OddThemes