Resenha: O Próximo Minuto - Robson Pinheiro






“Não importa o tipo de amor, ou a forma de amar. O que importa é que amem; que continuem na busca pela felicidade, como nós.”

Hoje venho vos falar de um dos melhores livros que li esse ano. O Próximo Minuto é um livro espírita, e eu tinha certo preconceito em relação a esse tipo de literatura, mas com o tempo e com o conhecimento que fui adquirindo, resolvi deixar essa bobeira de lado e ler algo espírita. Confesso a vocês que foi muito mais do que eu esperava, e me trouxe muitas sensações incríveis durante a leitura.

O livro começa narrando seis eventos que ocorrem em vários lugares do Brasil no mesmo minuto. Cada envolvido em um dos eventos tem algo em comum com o restante. Logo depois dos eventos todos se encontram em um lugar que julgam ser o inferno, ou algo próximo a isso. Limbo? Purgatório? Ninguém sabe, mas o pensamento que a maioria tem em comum é que estão todos mortos.

“E enquanto não convivermos em paz com nossa condição humana, sem os preconceitos, tabus e culpas que carregamos, estaremos fadados a nos sentir incompletos em nossa busca pela felicidade.”

Hector é um transformista que trabalha como designer de moda pela manhã e a noite faz apresentações, nos palcos ele é conhecido como Paloma. Ronie é um garoto de programa que usa sua beleza e chame para tirar das pessoas tudo que elas podem lhe oferecer. Patrícia é uma mulher que vive em depressão por se identificar como homem e viver com uma mãe tradicional, que não deixa brechas para que ela possa viver sua vida de uma forma que a faça feliz. César é um garoto espírita que não se entrega aos desejos da carne por ter aprendido durante toda a vida que qualquer coisa relacionada a isso é errada. Hugo é o tipo heterossexual que quer mostrar a todos o quanto é homem ficando com o máximo de mulheres que pode, mas que no fundo se sente de outra forma e Adir é um pastor que segue a risca cada palavra da bíblia, e que expulsou seu filho de casa por ele ser gay.

Durante um minuto terreno, essas seis pessoas vivem uma experiência que tem como objetivo lhes dar uma nova chance. Memórias são expostas, culpas, tabus e inúmeras revelações nos levam um patamar pouco conhecido.  Vemos que nosso espírito toma a forma de quem realmente somos, e que naquele ambiente não importa o quanto queiramos esconder nosso interior, lá ele se mostra por inteiro. Esse livro me fez tanto bem que queria lê-lo mais inúmeras vezes, ele é incrível e me trouxe a paz que eu pedia.


“Pois quem ama, não importando a forma de amar, está em Deus e Deus está nele.”

Share this:

Postar um comentário

 
Copyright © Free Time. Designed by OddThemes