Resenha: O Começo de Tudo - Robyn Schneider


Sim, é romance e por mais que eu tenha dito que odeio eles, também mencionei que alguns são bem interessantes, e esse livro entra exatamente nessa lista de romances agradáveis que por mais que você tente não consegue descobrir o final, e cara que final.
O livro é narrada por Ezra e não, não é o Ezra Fitz. Ele acredita que todos nós temos nossa tragédia, e que a partir dela sua vida nunca será a mesma.

" Pra mim silêncio representa segurança"

Quando eu comprei esse livro eu não li resenha, não vi opinião de ninguém, apenas li na capa a frase "Quando o chão é tirado de nossos pés, nem sempre temos a opção de cair". Como não se interessar por um livro que estampa em sua capa uma frase tão impactante? E ele não decepcionou nenhum pouco toda a expectativa que coloquei sobre ele.

"Nós entramos um na vida do outro como fantasmas, deixando para trás lembranças de pessoas que nunca existiram"

Em inúmeros momentos enxerguei em Cassidy um pedacinho da Alasca Young do John Green, e isso me deixou feliz, sei lá, ela pode ter ressuscitado no corpo de Cassidy, que como ela, é repleta de segredos.
Esse livros nos mostra que assim como sua capa, nossa vida é uma montanha russa, onde em determinado momento você se sente livre e feliz lá no topo, e um segundo depois, a tão temida queda não poderia ter sido mais desastrosa.

"Oscar Wilde disse certa vez que viver é a coisa mais rara do mundo, porque a maioria das pessoas apenas existe, e isso é tudo. Não sei se ele tem razão, mas sei que passei um longo tempo existindo, e, agora, eu pretendo viver."

Share this:

Postar um comentário

 
Copyright © Free Time. Designed by OddThemes