Crítica | Penny Dreadful 1ª Temporada


Penny Dreadful estreou em 2014 e já cativou o público. Contando com participações de criatura a muito esquecidas ou muitas vezes colocadas nas histórias como criaturas cativantes. Vampiros, lobisomens, Victor Frankstein e Dorian Gray.

Todos os personagens mais icônicos da literatura mundial presentes na Londres vitoriana, tornando Penny Dreadful um thriller psicológico que mistura histórias clássicas com e histórias originas em um drama completamente novo e cativante.



Vanessa Ives (Eva Green) vive na mansão do Mr. Malcom cujo maior objetivo é encontrar sua filha que desapareceu anos atrás. Antes de dar continuidade a sua busca, Malcom pede que Vanessa encontre alguém com talento para cometer assassinatos e não se sentir mal com isso, é a ai que ela conhece Ethan Chandler.

Com o passar do tempo e com o avanço em suas investigações, ele acabam encontrando uma criatura totalmente diferente do que eles estão acostumados, e para entender melhor tal criatura eles entram em contato com Victor Frankstein que terá como objetivo desvendar de onde veio tal criatura.

Além do clima obscuro causado pela própria época em que se passam as histórias, Penny Dreadful é uma série de poucos episódios de longa duração, mas que você sempre quer mais um pouco depois de assistir quase uma hora de episódio.

Se você gosta desse tipo de história, é mais que garantido a dedicação e fidelidade que você dedicará a essa série que já tem um público fiel, e exigente.S

Share this:

Postar um comentário

 
Copyright © Free Time. Designed by OddThemes