Resenha | Lugares Escuros - Gillian Flynn



"A bebê Libby conseguiu viva permanecer. Mas passar por aquilo de modo algum é viver."

Antes de qualquer coisa devo avisar que tenho certa aversão por capas de livros inspiradas em filme, acho a capa original é sempre melhor. Mas dessa vez eu simplesmente amei a capa, amei imensamente mais que a original.

Esse é o terceiro livro que leio da Gillian Flynn, e ela conseguiu me conquistar com a forma que escreve seus livros, com um riqueza de detalhes totalmente necessários, e que tornam o livro bem mais perturbador.

Libby Day presenciou o assassinato de suas irmãs e sua mãe quando tinha sete anos de idade. Seu irmão Ben foi condenado a prisão perpétua pelo crime, enquanto Libby crescia sob os cuidados de sua tia Diane.

"Eu tenho a maldade dentro de mim, tão real quanto um órgão."

Depois de anos vivendo as custas das doações feitas a ela na época dos assassinatos, Libby descobre que o dinheiro está acabando, mas pra ela trabalhar não é uma opção. Pensa em inúmeras formas de conseguir mais dinheiro sem precisar fazer nada, e é ai que ela recebe uma carta de Lyle.

Lyle oferece dinheiro a Libby em troca de sua presença em uma reunião de um grupo chamado Kill Club. Esse clube reúne pessoas que tem certo fascínio por crimes, e juntos eles procuram mais evidências sobre o que realmente aconteceu em determinados assassinatos. E como Libby precisa do dinheiro ela concorda em aparecer na tal reunião, mas acaba descobrindo que terá que revirar seu passado se quiser continuar recebendo dinheiro daquela gente.

Lugares Escuros é um livro que prende você do início ao fim, te tornando um refém de uma história aterrorizante e cheia de reviravoltas.

Como sempre Gillian Flynn nos concedeu mais uma história digna de ser lida e apreciada por qualquer pessoa que goste de thrillers, mortes e mistério.


Share this:

2 comentários :

 
Copyright © Free Time. Designed by OddThemes