Resenha | Batman: A Piada Mortal - Alan Moore


A Piada Mortal é um dos HQs indispensáveis para todos os fãs dos quadrinhos em geral, algo que por ter sido um marco em 1988 foi criado uma nova edição, sendo toda trabalhada por Alan Moore (Roteirista) e Brian Bolland (Artista).A Piada Mortal é uma das melhores historias já escritas sobre a origem do Palhaço Psicótico, o Coringa. Além de contar a relação entre Coringa, Batman e Jim Gordon mostrando como a sanidade de alguém pode ser mudada apenas com um dia ruim.

A história começa com Batman indo até o Asilo Arkham para conversar com Coringa sobre o que vai acontecer com os dois no final, se um vai matar o outro ou se os dois vão morrer no final. Batman tenta mudar a relação de ódio que existe entre duas pessoas que não conhecem nada uma da outra, mas de repente na conversa o Homem-Morcego percebe que aquele com quem ele falava não era o verdadeiro Coringa, mas um cara qualquer que foi colocado na mesma cela que o Palhaço deveria estar.

"Não é preciso ser louco para trabalhar aqui... Mas isso ajuda."

Enquanto Batman perde a paciência em Arkham, Coringa está comprando um parque de diversões para concretizar seu novo plano. Em certos momentos aparecem flashbacks do passado do Coringa, contando como ele se tornou esse maníaco.

Sobre o flashback:. O Coringa era um comediante fracassado que estava tentando sustentar sua mulher, Jeannie, grávida de sete meses do seu filho, Júnior. Sem mais alternativas de conseguir um emprego como comediante ele resolve entrar em um esquema para conseguir o dinheiro que ia tirar ele e sua família do desespero. Dois capangas que o chamaram para cometer esse crime mostram a roupa que ele tem que usar no dia, e para sua surpresa é a roupa do Capuz Vermelho, famoso assaltante, e é ai que surge o envolvimento do Coringa com uma de suas identidades, o Capuz Vermelho.

Durante o plano um imprevisto acontece. Policiais estavam vigiando o local onde antigamente não tinha nenhuma segurança, isso fez com que tudo fracassasse e um dos capangas foi morto com um tiro na cabeça e o outro foi atingido por uma bala nas pernas, com isso o que sobreviveu gritou falando que o líder era o Coringa (que até o momento era um homem normal que estava fazendo o possível para ajudar a família) com isso ele resolve fugir e então aparece o “Morcego Humano”. Batman que até o momento não era conhecido por esse nome, nessa fuga o Capuz Vermelho ou Coringa cai em um rio onde era depositado todo liquido toxico do fabrica, o liquido começa a transformar o comediante fracassado em um Palhaço Psicótico, o famoso Coringa

Voltando ao presente, Jim e Barbara estão em casa conversando e aproveitando o dia quando escutam alguém na porta, Barbara caminha até a entrada para ver quem é e se depara com Coringa segurando uma arma e já disparando, assim ferindo Barbara e deixando ela paralitica (também a transformando no Oraculo), Jim tenta ajudar sua filha, porem não obtém sucesso e fica inconsciente, enquanto isso Coringa continua com o plano que o levou até ai que tem como objetivo provar que crime compensa.

Essa historia mostra a mente louca do Coringa e o quanto o psicológico do Batman pode ser afetado. As novas cores nos mostra algo mais sombrio e nos mínimos detalhes. Quanto ao final, bom o final é nada mais do que fantástico e surpreendente, além de terminar com aquela piada mortal que faz a pessoa rir e depois ficar paralisado com o que acontece.

Como existem pessoas que já leram e também existem aqueles que ainda não tiveram o prazer de ler não irei contar o final, mas tudo envolve a conversa que levou o Batman até o Asilo Arkham.

"Quando o mundo está cheio de preocupações e todas as manchetes gritam aflição, quando tudo é estrupo, fome e guerra, bem... Então, só há uma coisa certa a fazer e eu vou te ensinar pra você saber... Você deve sorrir... Se você começar a olhas as pessoas meio iradas, é sinal de que está ficando inteiro pirado... E tem mais, se a barra estiver pesada, você pode apelar pra uma cela acolchoada! Troque sua vida de agonia por uma cama e injeções duas vezes ao dia! Ah e não se esqueça... Você deve ir sozinho e sem medo! Quando o homem começar a se aniquilar, e as bombas caírem sem parar... E, de seu filho, o rosto pálido você vir, a melhor coisa a fazer é SORRIR! Se as pessoas não te compreenderem, não ligue! Vire as costas, vá em frente, não brigue! Se disserem que você regula pouco, é porque não sabem... Como é bom ser LOUCO."

Como não ficar mexido com essa musica que Coringa canta enquanto tortura psicologicamente Jim Gordon, vemos a tentativa de transformar o único aliado do Batman em um homem louco, mas com uma tentativa fracassada.

Um dos HQs que mais queria e que enfim consegui, com uma historia incrível de um dos famosos vilões conhecidos.

"Se eu vou ter um passado, prefiro que seja de múltipla escolha!AH, AH, AH!"

A Piada Mortal não conta a verdadeira historia do coringa, ninguém sabe qual é sua verdadeira historia tudo foi criado a partir de uma de suas historias loucas que ele sempre resolve contar e sempre que conta alguma é diferente da passada.

Tenho que lembrar que A Piada Mortal vai se tornar um filme então, sugiro que leiam antes de assistir assim podem comparar os dois. 

Share this:

Um comentário :

  1. Olá, Angélica.
    Eu tenho a versão de luxo desse HQ, com capa dura, extras e tal. Posso falar que é uma das melhores histórias do Coringa e do Batman. Simplesmente excelente!
    Vai virar filme? Jura?! Já fiquei ansioso.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de agosto. Serão dois vencedores.

    ResponderExcluir

 
Copyright © Free Time. Designed by OddThemes