Crítica | A Colina Escarlate


Que Del Toro é um dos melhores diretores dos últimos tempos disso não restam dúvidas, mas que a Colina Escarlate foi um tanto quanto decepcionante foi uma surpresa bem desagradável, apesar de que eu já sabia que poderia ser realmente bem decepcionante.

Depois de assistir ao trailer do filme, ficamos fascinados com o que pode sair dali, afinal o diretor é um verdadeiro mestre quando se trata de filmes de horror e terror, então vamos ao cinema e nos deparamos com um romance gótico com efeitos ruins e interpretações que deixam muito a desejar.

Lady Lucille perdeu a mãe quando era apenas uma criança e logo depois começou a ver o fantasma de sua mãe pedindo que ela tivesse cuidado com a colina escarlate, claro que naquele momento nada fez muito sentido, mas ela nunca esqueceu do que aquele fantasma havia falado.

Anos depois Lady Lucille dedica-se a produção de seu romance com fantasmas, indo inclusive a um editor que acaba lhe dizendo que aquilo precisa de um pouco de romance pra ficar melhor. Vamos abrir um parentese aqui. Todos nós que gostamos de ler e pegamos um livro incrível que tem aquele romance nada a ver já pensamos nisso. Como pode um livro tão bom precisar de um romance tão superficial pra vender? Marketing né gente, Lady Lucille logo descobriu isso.

Continuando, a Çady então decide que vai fazer as alterações solicitadas pelo editor, por mais que isso não seja o que ela realmente quer, e enquanto ela faz essas alterações ela conhece Sir Thomas Sharpe, um homem a procura de capital para seu negócio de argila.

Como vocês devem estar pensando ou desconfiando vou falar logo, ela se apaixona por ele, mas o pai dela não gosta muito disso porque o Sir não parece nada confiável, e ai o filme para de ser o "terror" que pensaríamos que fosse, e se torna o romance que ninguém queria que existisse, assim como o romance da Lady.

Enfim, o filme que levou inúmeras pessoas ao cinema pelo simples fato de ter Guilhermo Del Toro como diretor, foi extremamente decepcionante, afinal o cara entende de terror e horror, e apenas esses momentos do filme são suportáveis. Toda a história do romance proibido foi apenas cansativo, e os efeitos então, só me fizeram ter vontade de chorar de tão ruins.

Mas se você ainda tem curiosidade sobre o filme, vai até o cinema e veja por si mesmo,  nada melhor que nossa própria opinião sobre algo tão duvidoso como A Colina Escarlate.

Share this:

Postar um comentário

 
Copyright © Free Time. Designed by OddThemes