Resenha | Aceitação - Jeff Vandermeer


Esse livro foi uma cortesia da editora Intrínseca.

Aceitação é o último livro da trilogia Comando Sul, e para quem acompanhou o lançamento dos livros, o anúncio desses foi como uma música para nossos ouvidos, afinal quem não ficou extremamente curioso ao final do segundo?

Como uma trilogia muito complicada de se explicar, Comando Sul traz para os leitores uma eterna angústia de nunca saber o que realmente está acontecendo, são tantos mistérios e tantas possibilidades que você não consegue parar para ver se aquilo é realmente o que está acontecendo.

Neste terceiro livro temos quatro narradores. Controle, último diretor do Comando Sul, Ave Fantasma, uma versão melhorada da bióloga, a Diretora, e o Faroleiro.


O faroleiro é um dos grandes mistérios desde o primeiro livro, afinal quem era aquele cara posando naquela foto tão esquisita? Nesse livro Jeff nos conta mais profundamente a história de um dos personagens mais importantes da trama.

Enquanto estamos sobre sua narrativa chegamos o mais próximo de saber o que aconteceu a área X, e o que ele tem a ver com tudo isso.


A narrativa da diretora nos coloca mais dentro da trama que as outras, pois a escrita é feita em primeira pessoa e isso te carrega diretamente para as instalações temerosas do Comando Sul, e claro, para mais perto de seus segredos.

Controle carrega a narrativa mais cansativa, até seu ápice, onde se torna uma das melhores  e mais assustadora de todas.

Já Ave Fantasma é minha narrativa favorita, tenho apego por personagens quebrados e ela, assim como seu molde, a bióloga, ganharam minha atenção desde o início dessa trama, e claro que no último não deixaria a desejar.

Mesmo antes de você começar a ler, um dos comentários impressos no livro fala que não você não vai conseguir entender completamente a área x, e isso é verdade, mas ainda assim, você se sente preenchido ao final da história.


Jeff nos faz refletir em cada volume de sua série, sobre como tratamos nossa natureza, e de como os seres humanos podem ser extremamente destrutivos. Talvez essa trilogia seja uma distopia, talvez uma fantasia, é difícil colocar ela em apenas um desses gêneros, mas garanto que após a leitura dos três, ele pode ser considerado os dois.


Share this:

13 comentários :

  1. Olá Angélica, tudo bem?

    Eu quero muito ler essa trilogia distópica (ficção científica) do Jeff Vandermeer, por algumas entrou na promoção em 2016, mas acabei não comprando, desse ano não passa. Gosto de narrativa em primeira pessoa, já vi em outras resenhas esse problema do entendimento sobre o que é a área-x. Adorei a sua resenha, está de parabéns!
    Bjuss

    ResponderExcluir
  2. Oi, Angelica!
    Eu não conhecia a trilogia e quando li o nome do livro confesso que fosse autoajuda! Hahahah! Lerdinha... Fiquei um pouco perdida porque não sei nada sobre os livros anteriores, mas achei interessante as reflexões que você disse que os livros trazem, são temas importantes. E que bom que mesmo não esclarecendo tudo a leitura foi prazerosa e positiva.

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
  3. Oii
    Eu já havia visto a capa por ai (no skoob, talvez?) mas não me chamou atenção; Gostei de saber que é uma trilogia distópica (um dos gêneros que mais leio). Quem sabe num futuro próximo eu dê uma chance a leitura.

    Vícios e Literatura

    ResponderExcluir
  4. Olá, como vai?
    Eu adorei essa resenha, porque me interesso demais por distopias/ficcção cientifica.
    Espero pode comprar pra ler ele em breve.
    Tenho achado os livros tão caros. As vezes tenho que comprar livros pra faculdade e quase tenho surtos psicóticos.
    Beijo
    https://qadulta.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Eu estou louca para ler todos esses livros, estou com Aniquilação na fila de leitura, não li a resenha por medo de algum spoiler, mesmo a resenha sendo pequena eu fiquei com medo de pegar algum rs. Eu ainda não sabia que era uma trilogia, pensei que fosse uma série com mais livros, que bom que são só três kkkk

    ResponderExcluir
  6. Conheço a série, apesar de não ter lido ainda. Adoro quando vários personagens são responsáveis pela história e ainda mais quando a leitura nos leva a reflexões.
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bem?
    Não conhecia essa obra, mas a sua resenha conseguiu me deixar bastante curiosa. Amei você ter dito que é uma trilogia que pode ser chamada distopia, fantasia kkkkkkk: Não importa não é? O que importa mesmo é que a leitura é boa e por isso vai sim para a lista de leitura. Beijos

    ResponderExcluir
  8. Oiee
    Apesar de gostar de distopia ainda não conhecia essa trilogia. O título desse terceiro livro me agradou demais. Fui ver a resenha do primeiro livro, Aniquilação, e eu fiquei bastante interessada já que seus comentários foram positivos.
    Apesar de acreditar q não lerei por agora, devido ao tanto de livro que tenho q ler, anotei a dica para uma leitura futura.
    Bjo

    ResponderExcluir
  9. eu ouvi falar dessa série num evento da editora, na época fiquei até curiosa mas depois meio que deixei de lado a vontade... é, leituras em primeira pessoa realmente me dão a ideia de estar dentro da história,vivenciado o que é narrado... ando evitando séries mas quando desencalhar as que tenho aqui,pode ser que eu tenha Ânimo de me aventurar por essa...
    bjs

    ResponderExcluir
  10. Oiii Angélica, tudo bem?
    Esse é um dos livros que eu leria com toda certeza, achei a obra linda e essa capa garota? A série parece ser bem envolvente e cheio de casos a contar para os leitores, com toda certeza quero me aventurar na trama.
    Beijinhos da Morgs!

    ResponderExcluir
  11. Eu achei a capa desse livro sensacional, linda mesmo. Não recordo de conhecer a trilogia, mas, bateu uma pontada de curiosidade, não sei se pelo enredo ou pela capa.

    ResponderExcluir
  12. Olá, tudo bem? Conheço a trilogia tem um tempinho e ela também está na minha lista de desejados haha Sua resenha me fez lembrar porque me interessei. Ótimas palavras <3
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Oi Angélica.
    Fico feliz em saber que o autor instiga o pensamento crítico na forma em que nos relacionamos com a natureza hoje em dia, mas parece ser um livro um pouco confuso, tenho medo de não entender tudo.
    Abraços.

    ResponderExcluir

 
Copyright © Free Time. Designed by OddThemes