Lançamento: A Linguagem das Flores - Vanessa Diffenbaugh



Estou esperando ansiosamente mais um lançamento da Editora Arqueiro, que vem com uma responsabilidade enorme de mostrar o que acontece a uma criança que não tem ninguém e que só conhece uma linguagem, a das flores. Além de eu querer saber o que significa cada flor, também quero saber a que veio Vanessa Diffenbaugh, afinal escritor novo vem sempre com uma gama de conhecimento que sempre vale a pena conhecer.
Um romance de estréia impressionante, comovente e brilhantemente escrito, A linguagem das flores mistura passado e presente, criando um retrato vívido de uma mulher inesquecível cujo talento com as flores a ajuda a mudar as vidas das pessoas, enquanto luta para superar suas próprias lembranças turbulentas.
Na era vitoriana, as flores eram usadas para expressar emoções: madressilva para devoção, azaleias para paixão, rosas vermelhas para amor. Ainda criança, Victoria Jones aprendeu tudo sobre essa linguagem, mas sempre a usou para comunicar sentimentos como dor, desconfiança e solidão.
Depois de passar a infância em abrigos para menores abandonados, Victoria não consegue se aproximar de ninguém e sua única conexão com o mundo é por meio das flores e de seus significados. Agora com 18 anos, Victoria se vê sozinha e sem ter para onde ir.
Ela dorme numa praça pública, onde cultiva um pequeno jardim particular. Quando uma florista local lhe oferece um emprego, Victoria descobre que tem o dom de ajudar as pessoas por meio das flores que escolhe para elas. Mas só depois de conhecer um misterioso vendedor do mercado de flores ela entende o que falta em sua vida. E, ao perceber que está se apaixonando por ele, Victoria é obrigada a confrontar um doloroso segredo do passado e decidir se arrisca ou não dar uma segunda chance à felicidade.
A linguagem das flores é um romance emocionante sobre o significado das flores, da família e do amor.

 “O romance de estreia de Vanessa Diffenbaugh é um livro inesperadamente belo sobre um assunto delicado: crianças que crescem sem família e o que lhes acontece na ausência do amor incondicional. Esta é a história de uma órfã que supera as circunstâncias – uma Jane Eyre de nossos tempos.” – San Francisco Chronicle

 “Ela cresceu em famílias adotivas e, aos 18 anos, está por conta própria. Munida apenas do amor pelas flores e de uma misteriosa sensibilidade que lhe permite escolher a flor certa para cada pessoa, Victoria enfrenta um presente desafiador e um passado espinhoso.” – Chicago Tribune

“A linguagem das flores conquista o leitor desde a primeira página.” – Elle

“Uma história forte e bem construída sobre encontrar o caminho de volta para casa, ainda que você tenha destruído todas as pontes.” – Jamie Ford, autor de Um hotel na esquina do tempo

“A infância de Victoria fez dela uma pessoa solitária e descrente do mundo e de si mesma. Seu contato mais antigo é a assistente social. E a linguagem das flores é a única forma de comunicação que domina. Vanessa Diffenbaugh é um impressionante novo talento.” – Express.co.uk

 “Gostaria de presentear Vanessa Diffenbaugh com um buquê de bouvárdias (entusiasmo), gladíolos (você parte meu coração) e lisiantos (reconhecimento). Como toque final, ainda acrescentaria um único cravo rosa (nunca esquecerei você). Seu livro é brilhante e você é uma contadora de histórias hipnotizante.” – Brigitte Weeks, crítica literária do The Washington Post.


“Victoria tem apenas um interesse verdadeiro: o significado de cada flor. E isso têm sido a única constante em sua vida, através de um labirinto de abrigos, pais adotivos, promessas não cumpridas, oportunidades perdidas e amizades terminadas. Quando não consegue expressar suas emoções, dar flores é a forma que encontra para se comunicar.” – For Books’ Sake

Fonte: Editora Arqueiro

Share this:

Postar um comentário

 
Copyright © Free Time. Designed by OddThemes