Resenha: O Guia do Mochileiro das Galáxias; O Restaurante no Fim do Universo






"Existe uma teoria que diz que, se um dia alguém descobrir exatamente para que serve o Universo e por que ele está aqui, ele desaparecerá instantaneamente e será substituído por algo ainda mais estranho e inexplicável."

Na continuação do Guia do Mochileiro das Galáxias, Arthur, Zaphod, Ford e Trillian continuam suas aventuras pelo espaço, e dessa vez usam e abusam das viagens pelo espaço tempo. Ainda pensando no porque da resposta sobre o sentido da vida ser 42 eles viaja por vários planetas, incluindo a terra há 2 milhões de anos atrás.

É loucura você dizer que sabe o que está acontecendo com as outras pessoas. Só elas sabem, se existirem. Elas têm seus próprios Universos de seus olhos e seus ouvidos.

Depois de se meter em várias encrencas e de ter que pedir ajuda ao seu bisavô, Zaphod se vê a procura de Zaniwoop o homem que lhe dirá o que está escondido no mais profundo de sua mente. Mas para encontrá-lo ele chega a Frogstar um planeta inabitado que possui o Vórtice da Perspectiva Total, que mostra todo o universo pra você em questão de minutos, e que normalmente deixa as pessoas loucas.

"Não, eu sou muito comum, mas algumas coisas muito estranhas aconteceram comigo."

O segundo volume do Guia do Mochileiro das Galáxias, continua no seu ritmo alucinante que não te deixa parar de ler, com suas sátiras e suas incrível narrativa, Adam consegue nos fazer viajar a bordo do Coração de Ouro, nos levando ao futuro e nos trazendo milhões de anos no passado.

" O curso da história não muda porque todas as peças se juntam como num quebra-cabeça."

E quanto a capa, bom. A guitarra é em referência da Disaster Area uma banda de rock plutoniano. Os talheres obviamente são em referência ao restaurante. O sol é em referência a inúmeros acontecimentos no decorrer do livros, e a vaca é a mais engraçada, porque ele é referência a uma vaca do Restaurante do Fim do Universo que se oferece pra ser comida, falando quais partes do seu corpo são mais suculentas.


Share this:

Postar um comentário

 
Copyright © Free Time. Designed by OddThemes