Resenha: Sniper Americano - Chris Kyle


Sniper Americano conta a história do texano Chris Kyle. Desde pequeno ele foi treinado para caçar com seu irmão mais novo, o que é normal no Texas. Aos 2 anos de idade Chris ganhou sua primeira arma de chumbinho, e aos 10 ganhou seu primeiro rifle.
Chris Kyle escreveu esse livro pra contar um pouco da sua vida e um pouco da época em que serviu a marinha como Seal (significa: mar, ar e terra), que é uma força tática a marinha escalada pra inúmeras missões. Ele conta o valor de ser patriota e de lutar por seu país, nas palavras dele: " Dar a vida por seus país".

"Sempre me perguntaram 'Quantas pessoas você matou?' E minha resposta padrão é ' O número faz de mim um homem melhor ou pior?'"

Isso de o Chris colocar seu patriotismo acima de tudo não era algo bom, pois ele sempre colocava seu amor pela pátria acima de tudo, inclusive da sua própria família, e isso sempre mexeu muito com sua esposa, pois ele passava muito tempo lutando.
Ele amava a guerra, não por desejar que elas existissem, mas pela a adrenalina, e a sensação de poder proteger seus companheiros.
Chris viveu uma história emocionante, escapando da morte por tantas vezes que quase se tornou rotina.
Em um relato Chris conta que em uma missão ao anoitecer sua equipe foi emboscada onde os divergentes (não é a galera do livro) os atacaram, uma bala foi em direção a cabeça dele então ele tropeçou como se alguém o tivesse empurrado, naquele momento ele teve certeza que tinha um anjo da guarda protegendo-o.
Chris foi um guerreiro que lutou por seu país e amou muito seus filhos, foi um homem que sobreviver a muitas coisas e mesmo com tudo que lhe aconteceu ele ainda funcionava.


Share this:

Um comentário :

  1. Eu vi muitas histórias de guerra, talvez até mesmo um tema é repetido no filme. Eu salvei Sniper Americano é a mistura de suspense, ação e muito emtividad na história. Iniciar uma ordem recomendada.

    ResponderExcluir

 
Copyright © Free Time. Designed by OddThemes