Resenha | Boneca de Ossos - Holly Black

Boneca de Ossos é um infanto-juvenil escrito por Holly Black, uma autora que vem ganhando fama a cada lançamento que faz. O livro foi lançado com o selo jovem da Novo Conceito, o #irado, que promete muitas aventuras as crianças e aos jovens.

Como nós mais velhos temos aquela velha tendência a não querer envelhecer esses livro também são para todos nós que adoramos aventura, e aquelas histórias surreais que só podem existir na nossa imaginação.

O livro conta a história de Polly, Zach e Alice, um trio que adora brincar e criar suas próprias histórias. Em sua atual aventura, Zach, Polly e Alice estão tentando quebrar a maldição da Rainha da Torre de Vidro, que nada mais é que a boneca.

"Ele se perguntava se crescer era descobrir que a maioria das histórias não passava de mentira"

Como eles mesmos denominam, a boneca é a rainha do império que eles criaram, e ela está na torre de vidro porque está trancada dentro da cristaleira da mãe de Polly. Dentro da história construída pelas crianças, a rainha tem o controle de tudo, mesmo estando presa na torre.

Acontece que todos os três tem 12 anos de idade, e muitos garotos diziam que Zach ainda era “criancinha” por brincar de bonecos, mas a verdade é que ele não se importava com isso, mas seu pai, ao contrário, acha o mesmo dos garotos.

"É assustador imaginar as coisas acontecendo e não ser capaz de ter influência sobre elas"

Então certo dia quando Zach chegou em casa  seu pai havia jogado todos os seus bonecos fora, dizendo que queria prevenir o filho de alguma brincadeira de mal gosto feita por algum colega de escola. Zach fica extremamente chateado e não sabe o que vai contar as meninas.

Quando ambas o escutam que não quer mais brincar, elas ficam desoladas. É então que Polly decide tirar a rainha de dentro da cristaleira, e levá-la ao lugar ao qual realmente pertence. E então eles saem em uma aventura que é bem melhor que aquela que eles viveram apenas na imaginação.

Hollly Black criou uma história de aventura maravilhosa, que nos lembra de forma sutil como a amizade é algo maravilhoso, que aventura é pra qualquer pessoa, e que por mais que sejamos obrigados a crescer, não precisamos deixar de ser crianças.


"Odeio o fato de todo mundo chamar isto de crescer, mas parece que é morrer"

Share this:

Postar um comentário

 
Copyright © Free Time. Designed by OddThemes