Resenha | Autoridade - Jeff Vandermeer


Os mistérios que circundam a Área X estão afetando cada vez mais os funcionários do Comando Sul, tudo se parece com uma trama incrivelmente elaborada para levar tais pessoas ao seu maior estado de loucura. A cada página nosso mundo se torna um pouco da Área X, e isso só desperta o medo do que pode vir junto com ela.

Em Autoridade, segundo livro da trilogia Comando Sul de Jeff Vandermeer acompanhamos a jornada de Controle, ou John, um homem que foi contratado para saber o que estava ocorrendo dentro do Comando Sul, e quem sabe consertar todos os erros que haviam sido cometidos até ali.

Quando soube como seria esse segundo livro, um medo muito grande atingiu meu coração, pelo simples motivo de que a história continuaria sim de onde parou o primeiro porém a visão mostrada seria a de fora da Área X. A história a ser contada seria a história do Comando Sul, e foi exatamente pra isso que Controle foi criado por Jeff Vandermeer, para nos guiar através dos segredos obscuros que regiam o Comando Sul.

"Um dia, ele acreditava, ela o levaria consigo e ele se tornaria o raio de luz, com segredos que ninguém descobriria."

Já nas primeiras páginas do livro, soube que aquele seria tão maravilhoso quanto o primeiro, afinal, a cena inicial era tão impossível que o mistério começou a se instalar a partir dali. Controle, com todo seu treino como analista conseguiu perceber coisas que muitos não haviam enxergado até aquele momento. Talvez porque Controle estivesse chegando naquele momento, e o restante das pessoas já estivesse ali a três décadas.

Por mais que no início fosse praticamente impossível imaginar que o segundo livro fosse superar o primeiro, decididamente ele superou muito a trama de Aniquilação. Isso porque o Comando Sul pode ser tão sombrio e perigoso quanto a Área X.


Tudo que você acha que sabe, todas as teorias que você formou sobre a história podem está erradas, afinal a Área X está se expandindo, a fronteira está tão perto que se não fugirmos rápido o suficiente, começaremos a viver além da fronteira sem nem nos darmos conta disso.


Share this:

Postar um comentário

 
Copyright © Free Time. Designed by OddThemes