Crítica | Perfume


Em uma pequena cidade no interior da França nascia debaixo de uma barraca de peixaria, Jean Baptiste Grenoville.  Achando que o filho nasceria morto, a mãe de Jean o abandonou, assim ele acabou sendo vendido a um padre que só estava interessado no que poderia ganhar usando o garoto.

Enquanto vivia com o padre, Jean Baptiste não demonstrava nenhum tipo de afeto, e logo o padre percebeu que o mesmo não tinha cheiro algum, julgando - o “filho do demônio” ele o entregou ao orfanato onde sua chance de sobrevivência era bem menor.

Sua vida não mudou muito. Jean cresceu como uma criança sozinha e com um olfato poderosíssimo, capaz de capturar aromas mesmo a quilômetros de distância. Mas apesar dessa capacidade incrível ele não sabia distinguir um cheiro bom de um cheiro ruim, todos não passavam de novas informações.

Aos oito anos começou a trabalhar em um cortimento, onde apesar de todos não acreditarem, conseguiu se sair muito bem. E foi através desse trabalho que ele pode ir até a capital da França e conhecer os melhores cheiros do mundo, assim ele decidiu que nunca mais poderia sair dali.

Sendo assim ele tenta conseguir um emprego com Baldini, um perfumista falido da cidade. E é para esse mesmo homem que ele pede para aprender a como conservar os cheiros. E é ai que a parte essencial se inicia.

Uma produção francesa que vai superar todas as suas expectativas. Um clássico que vai te deixar horrorizado e fascinado ao mesmo tempo. Se não viu, veja, afinal não é sempre que descobrimos filmes simplesmente excepcionais para preencherem nosso fim de semana.


Share this:

4 comentários :

  1. Oiii, tudo bem?
    Gente que crítica é essa?? Confesso que fiquei com muita vontade de realizar a leitura, ainda mais como você disse que é clássico, mexeu cm meu coração.
    Beiijnhos

    ResponderExcluir
  2. EU já tinha ouvido falar do filme, mas não cheguei a ver. Caso tenha oportunidade vou dar uma olhada sim, afinal se é tudo isso, vale a pena.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Oiee

    Eu já assisti ao filme há um bom tempo e gosto muito, inclusive está na minha lista de preferidos. Agora quero ler ao livro, muito legal a sua crítica

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Assisti ao filme, mas já faz um bom tempo.
    Não lembro com detalhes, mas lembro que curti a história.
    É muito bem construída e produzida.

    Lisossomos

    ResponderExcluir

 
Copyright © Free Time. Designed by OddThemes