Resenha | Todo Dia - David Levithan

 
Todo dia sou uma pessoa diferente. Eu sou eu, sei que sou eu, mas também sou outra pessoa. 

Um dos livros que estava a bastante tempo na minha lista de desejados e de “eu preciso ler pra ontem” era esse. David Levithan surgiu um pouco por conta de John Green, mas depois que você o desvincula disso, descobre que ele é tão bom quanto John, se não melhor.

Levithan já lançou inúmeras obras e eu já tive o prazer de ler praticamente todas elas e nunca, nem por um segundo ele me decepcionou com aquele jogo de amor adolescente que convenhamos, já é bem ultrapassado. Claro que ele fala de amor, mas é sempre de uma forma tão peculiar que você sempre está ansioso pelo próximo livro.

O passado não me ofusca, nem o futuro me motiva. Concentro-me no presente, porque é nele que estou destinado a viver. 

Com “Todo Dia” não foi nada diferente, Levithan traz para seus leitores a história de A, um ser que muda de corpo todos os dias. Ou seja você não sabe se é um garoto ou uma garota, só sabe que ele existe e que rouba a vida de alguém durante um dia e não consegue controlar em quem vai ficar, e isso faz todos os seus dias se tornarem uma surpresa.

Em uma dessas suas hospedagens ele entra no corpo de Justin, um adolescente extremamente machista e grosseiro que trata sua namorada como um objeto. Acontece que A não é assim e decide fazer daquele dia um dia memorável pra ela, por mais que ele não vá está ali  no dia seguinte. No decorrer do dia ele começa a achar aquilo maravilhoso, mesmo tendo consciência que não vai durar mais que aquele único dia.


Na minha experiência, desejo é desejo, amor é amor. Nunca me apaixonei por um gênero. Apaixonei-me por indivíduos. Sei que é difícil as pessoas fazerem isso, mas não entendo por que é tão complicado, quando é tão óbvio.

O dia acaba e mesmo em outro corpo, A não consegue parar de pensar nela, e assim começa sua eterna batalha em conquistar Rhiannon todos os dias em corpos diferentes, torcendo pra que ela entenda e principalmente aceite.

Todo dia trata profundamente da aparência interior e como é difícil que alguém te enxergue por isso.  Quando Rhiannon o reconhece em meio a multidão apenas pela forma como ele a olha é maravilhoso, você sente a felicidade dele dentro de você e isso é incrível.

— Como sabia que era eu? — preciso perguntar. — Pelo modo como olhou para mim — diz ela. — Não teria como ser outra pessoa.

Com A habitamos corpos destruídos pelas drogas, pela comida, pela vida. Começamos a enxergar o mundo de tantas perspectivas diferentes que no final ficamos com um pouco de A dentro de nós, e ficamos imaginando se ele não está realmente ali, por apenas um dia.


Levithan mais uma vez deixou sua marca na minha trajetória como leitora, e se você ainda não ouviu falar da obra ainda dá tempo de conhecer essa história incrível e se apaixonar por A, aquele que pode ser uma garota ou um garoto, isso só vai depender do dia.

Um dos cartazes dos manifestantes chama minha atenção. Está escrito: “HOMOSSEXUALISMO É OBRA DO DIABO.” E, mais uma vez, penso em como as pessoas usam o diabo para dar nome às coisas que temem.

Share this:

14 comentários :

  1. Acho esse livro do David o melhor que ele escreveu até hoje.
    A narrativa dele é maravilhosa e a gent enão saber quem é A é algo que mexe com nosso imaginário. A cada momento mnuda de corpo, histórias diferentes. Como vocÇe disse parece que A esta ali...
    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  2. Olá .
    Já me indicaram esse livro , super curiosa já tá na listinha adorei sua resenha .
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Uma loucura esta história de cada dia está em um corpo diferente. Surreal. Não li ainda, mas conheço o livro.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. ótima resenha, já vi falar muito desse livro, mas ainda não li apesar de querer muito ainda n]ao li nenhum livro do autor, mas de tão bem que falam acho que não irei me decepcionar com ele.

    ResponderExcluir
  5. Olá Angélica, eu comprei esse livro há um bom tempo, e não li até hoje. Mas me interessei muito pela história e por todas as resenhas que li incluindo a sua, sempre elogiando a trama. Fiquei impressionada com a trama, vou ler o quanto antes. Bjkas

    ResponderExcluir
  6. David é um escritor maravilhoso! Estou pra ler esse livro é, depois da sua resenha, acho que vou passá-lo na frente de alguns outros ein? 😍

    ResponderExcluir
  7. Oie tudo bem?
    Ouço falar muito desse livro, mas nunca li sabe.
    A premissa dele é bem diferente, imagine acordar todo dia em um corpo diferente que estranho!
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Nunca li nada desse autor, fiquei curiosa depois dessa resenha, principalmente em saber o final. Beijos


    Nara Dias
    Viagens de Papel

    ResponderExcluir
  9. Eu tenho muita vontade de ler esse livro e gostei de conferir a sua opinião sobre a obra. Eu acho a capa bem estranha mas até que ela parece ser perfeita para o livro, não que o livro seja estranho.

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bem?
    Eu nunca li nada desse autor, mas amei conhecer esse livro. As suas impressões e os quotes que você escolheu para ilustrar a leitura me deixaram bastante curiosa e confiante de que a leitura é muito agradavel.

    ResponderExcluir
  11. Menina, acho a ideia do livro muito inteligente, vejo como algo espiritualizado, não é loucura de minha parte, algumas religiões trazem explicações similares e eu adoro isso. Infelizmente, ainda não li a obra, mas está em minha lista.

    ResponderExcluir
  12. Tenho admirado esse livro faz tempo. O enredo é totalmente inovador e o autor vem conquistando muitos leitores. Entã, porque não?
    Gostei bastante da sua resenha e dos quotes selecionados. Ambos me conquistaram.
    Bjs, Mila

    http://esquadrao-literario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Acho a premissa do livro muito boa, mas também sei que seria uma leitura mais reflexiva e sinceramente sem tempo pra fazer com calma não vale a pena ler, alguns livros lemos rápido, outros temos que ler com a calma de analisar e ele é um desses.

    ResponderExcluir
  14. Acho que desde que vi esse livro no site de uma livraria que me interessei plenamente por ele, infelizmente ainda não consegui adquiri-lo, mas esta na lista

    Beijos

    Viviana

    ResponderExcluir

 
Copyright © Free Time. Designed by OddThemes