Crítica | O Castelo Animado


Estou mais uma vez aqui amados leitores trazendo para vocês uma dica bastante legal, apesar de que desta vez esteja falando de um filme no formato de anime, o que foge um pouco da temática das minhas postagens anteriores que indicam series de anime com seus inúmeros episódios.
O filme “Howl no Ugoku Shiro” ou mais popularmente falado aqui no Brasil como “O Castelo animado”, é uma animação japonesa do diretor Hayao Miyazaki, produzida pelos estúdios Ghibli, de 2004. Vale ressaltar que este mesmo diretor é responsavel pelas animações “A Viagem de Chihiro” e “Meu Amigo Totoro”, que também fizeram muito sucesso na epoca aqui no Brasil. A história é baseada no livro Howl’s Moving Castle, da escritora inglesa Diana Wynne Jones, que particularmente estou ansioso para adquirir.
Como pode se perceber na sinopse, a trama gira em torno de Sophie com sua maldição de velha e as aventuras que ela encontra quando começa a morar no castelo do poderoso feiticeiro Howl. Ela com o passar do tempo começa a se apaixonar pelo feiticeiro e acaba por esquecer um pouco sua maldição, começando então a ajudar e buscar a ligação entre Calcífer e Howl para livrar seu amado de uma possível morte devido ao desgaste do seu corpo a cada feitiço que ele lança.
Podemos perceber que no recorrer dos acontecimentos vai aumentando os integrantes do castelo, como Cabeça de Nabo, a Antiga Bruxa das terras abandonadas, e o cachorro da madame Suliman, que possuem papeis importantes na trama. E o que se percebe muito assistindo as animações do Hayao é a semelhança dos personagens entre os filmes, como O castelo animado e A viagem de chihiro, a onde Sophie é a versão mais Madura da Chihiro e o Howl a versão mais Madura de Haku.
Portanto saibam que é um filme bem dinâmico e cheio de aventuras, desde de a minha infância sempre que posso eu re-assisto pois ele possui uma historia muito bela e é impossível não se apaixonar e torcer para o casal Sophie e Howl. Espero que gostem do filme e se você já assistiu ou pretende assistir, comenta sua opinião sobre ele aqui no blog, e até a próxima.



Share this:

Postar um comentário

 
Copyright © Free Time. Designed by OddThemes