Resenha | Casa de Praia com Piscina - Herman Koch


Antes que você possa imaginar sobre como esse livro é parecido com comédias românticas que se passam no verão devo dizer que esse livro é tudo, menos tranquilo como o verão supostamente deveria ser.

A história é narrada por Marc, um clínico geral que atente celebridades. Diferente da maioria dos médicos, Marc trabalha de uma forma que chega a ser perturbadora as vezes. O fato de ele não se importar nenhum pouco com os seus pacientes só o torna mais repulsivo. 

Todos os dias ele recebe convites de seus pacientes para ir a uma estreia de uma peça, ou ao lançamento de um filme. Assim como exposição de peças de arte e outros inúmeros eventos realizados por seus pacientes para divulgação de seus trabalhos. Mas Marc odeia tudo isso, ele não suporta as peças ou os filmes, e principalmente a parte social que acontece após tais eventos.

Sua vida continua comum até o dia em Ralph Meier entra em seu consultório. Marc tem a mania de acalmar seus pacientes por mais que eles estejam morrendo, porque ele sabe que todos que vão ali vão a procura de alívio para o que estão sentindo, por mais que o médico diga mentiras.

Assim como outros pacientes, Ralph acaba enviando um convite para Marc, chamando-o para uma peça na qual ele iria atuar. Ele fala sobre com sua esposa sobre o convite e fica surpreso ao saber que ela é fã do tal ator. Eles acabam indo até a peça e passam mais tempo que o normal após a peça.

Não demora muito para que os dois se tornem mais próximos, e Ralph acaba convidando Marc e sua família para passar o verão com ele em uma Casa de Praia com Piscina, só que aquele verão será inesquecível de uma forma traumática.

Confesso que foi difícil pegar ritmo com ele, no início é tudo muito arrastado, muitas páginas desnecessárias até se chegar a onde realmente você não consegue parar de ler. A história é muito boa, e o próprio narrador consegue lhe deixar mal, por isso é terror psicológico. Mas poderia ter sido bem melhor. No fundo acho que a escrita de Koch não me cativou.

Mas como sempre digo e sempre direi cada um tem sua opinião então leiam e tirem as suas, afinal você pode amar algo que eu não gostei muito.

Share this:

Postar um comentário

 
Copyright © Free Time. Designed by OddThemes